• Image
  • Image
  • Image
  • Image
  • Image
25 de setembro, 2017 * Artes * Redação

Museus de Nova Iorque projetam obras de exposição censurada em Porto Alegre

Iniciativa foi uma forma de denunciar ao mundo a censura do Santander Cultural à exposição “Queermuseu”. Mostra agora deve ser exibida no Rio de Janeiro.

A pressão do Movimento Brasil Livre (MBL) e de grupos de direita que culminou no fechamento da exposição “Queermuseu” em Porto Alegre (RS), no início do mês, começa a gerar o efeito contrário. Com a polêmica, a mostra que reúne obras tratando da questão de gênero e sexualidade ganhou repercussão mundial e, graças à iniciativa de Cibele Vieira, uma das artistas da exposição, várias das obras censuradas foram parar em Nova Iorque.

Image

Um dos quadros da exposição "QueerMuseu" . Foto : Divulgação / Santander Cultural

No sábado (23/09), em um evento batizado de NY Loves Queermuseu, dezenas de obras da exposição foram projetadas na fachada do New Museum, do Whitney Museum of American Art e do Bushwick Museum.

Além das obras, foram projetadas mensagens como “Brazil, the world is watching” (em português, “Brasil, o mundo está assistindo”), “ditadura nunca mais” e “Brasil, mostra a tua cara”. Também foram distribuídos às pessoas que passavam pelas ruas panfletos explicando a censura do Santander Cultural

O efeito reverso da tentativa de censura não para por aí. No final da semana passada o jornal O Globo anunciou que a mostra Queermuseu será exibida no Rio de Janeiro, informação que foi confirmada no final de semana pelo diretor do Museu de Arte do Rio (MAR), Evandro Salles. Ainda não há data prevista para a estreia.

Confira, acima, algumas imagens das projeções em Nova Iorque.

◄ ONG aponta recorde de LGBTs mortos 7 entre cada 10 brasileiros já fizeram comentários preconceituosos ►

AJUDE A BEARMAIS, DOE UM DOLAR

Redes Sociais

Instagram

Twitter